#Post Title #Post Title #Post Title #Post Title #Post Title #Post Title #Post Title
quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O que é um Treino Funcional Metabólico?

O que é o Treino Funcional Metabólico?

Um treino que promove simultaneamente o ganho de massa muscular e a redução da gordura corporal. É o chamado treino metabólico, conhecido também como circuito, que tem como principal característica alternar exercícios neuromusculares e aeróbios, sem pausas de descanso durante o treino.



O chamado treino metabólico tem como principal característica alternar exercícios de musculação, exercícios funcionais e exercícios aeróbios, com o mínimo de pausas possíveis de descanso durante o treino.

É um tipo de atividade que promove um aumento do gasto calórico e definição muscular tendo resultados rápidos nesse sentido. Além disso, é muito indicado para quem não gosta de musculação ou acha monótono, pois tem um formato muito dinâmico.

As principais atividades em que é possível aplicar esse tipo de treinamento são: Musculação;Treinamento Funcional; Treinamento aeróbico intervalado.



Na musculação, a dinâmica do treinamento metabólico é em forma de circuito, alternando por seguimentos podendo ser incluído ao longo do treino, pequenas inserções aeróbicas com bicicletas, esteiras ou transport (elípticos).Já no treinamento funcional, a dinâmica ocorre de forma semelhante à dinâmica da musculação, porém os exercícios funcionais normalmente são multiarticulares, ou seja, trabalha o corpo de forma global desta forma o gasto calórico aumenta. 

Na corrida, a dinâmica nos treinos metabólicos ocorre de forma intervalada.

Ou seja, tiros de corrida em alta intensidade intervalando com caminhadas ou corridas leves. Pode-se realizar-se um treino metabólico através de todas as metodologias citadas, ou seja, corrida, musculação e treinamento funcional num mesmo treino metabólico.



O treinamento em circuito também é uma forma de treinamento metabólico onde as aulas podem ter de 30 minutos a uma hora de duração, podendo ser realizado de 2 a mais vezes por semana.Os principais resultados observados nos alunos que praticam o treino metabólico são um aumento do condicionamento físico geral e principalmente redução de gordura corporal e definição muscular.

É importante salientar que este tipo de treinamento é considerado de alta intensidade, sendo assim é de extrema importância o acompanhamento de um profissional de Educação Física capacitado para este tipo de treino.

Os treinos de circuito metabólico queimam muitas calorias. Além disso, ele força o corpo a continuar queimando-as depois do treino. Essa eficiência é resultado da aceleração do metabolismo. É isso que torna o treino metabólico. Os segredos para esse tipo de treino são sessões rápidas, intensas e com pouco descanso.

Entre em contato conosco para maiores informações!
Estamos em Fortaleza-Ce!!!



https://www.facebook.com/LEquipe.Assessoria.Esportiva

Fonte:http://wp.clicrbs.com.br/





Galeria de fotos!









































[ Leia Mais... ]
quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O que é o Kettlebell?






O kettlebell,(querobel) é um acessório criado na Rússia para treinamento físico no século 18.
O nome difícil refere-se a uma bola oca de ferro com aproximadamente 20 cm de diâmetro médio e que conta com uma alça por onde é segurada. Seu peso pode variar de 4 a 48 quilos. Desde 2009, ela vem ganhando espaço nas academias do mundo todo e agora virou item indispensável do treinamento funcional no Brasil.
Segundo Steve Cotter, fundador da International Kettlebell & Fitness Federation (IKKF), os exercícios com kettlebell podem ser praticados por todos: desde aqueles que são iniciantes até atletas que desejam melhorar o rendimento. Mas claro, cada um na intensidade mais indicada.



Kettlebell emagrece e fortalece músculos em apenas alguns minutos de treino.O novo acessório de ginástica ajuda a elevar frequência cardíaca e a emagrecer.




O Kettlebell é um acessório usado na realização de exercícios que usam intensidade de pesos para proporcionar definição muscular.
Ele é usado para realizar exercícios funcionais que têm como objetivo obter definição muscular, pois são realizados de forma intensa.



Como Funciona o Treino de Kettlebell

Esse método é usado pelas pessoas que buscam condicionamento físico, e ainda pretendem a definição muscular. Ele é de origem russa, o grande intuito desse tipo de exercício é trabalhar diversas áreas do corpo, com o objetivo de definição além de proporcionar mais flexibilidade e menos dores nas áreas que são diariamente trabalhadas. O Kettlebell é um acessório da musculação, os treinos que são compostos por ele são realizados com intensos movimentos e balanços constantes, que sobrecarregam a musculatura e o desenvolvimento muscular.





Os treinos são feitos de forma elaborada, e trabalham de forma intensa e pesada cada tipo de movimento. São denominados como funcionais, pois além de contribuir para a definição ainda queimam calorias e ajudam no metabolismo. Eles são poderosos e ajudam na resistência muscular, após apenas 6 semanas desse treino, sendo realizado durante 2 ou 3 vezes na semana os resultados já são aparentes e a pessoa consegue um corpo desenvolvido, forte e definido.





Benefícios do Treino de Kettlebell

Os exercícios são ótimos para o desenvolvimento do corpo, e após cada aula, no dia seguinte você sente seus músculos doloridos e enrijecidos, já apontando para o individuo de que eles estão sendo trabalhados e os resultados serão aparentes.

É ideal intercalar os dias de treinos de Kettlebell com outros treinos funcionais, ou aulas de aeróbico, corrida, dança, bicicleta etc. Todos os grupos de músculos são trabalhados de forma intensa e com auxilio do Kettlebell, por isso o treino deve ser conciliado com outras práticas.




Fontes:http://www.seucorpoperfeito.com.br/
[ Leia Mais... ]
domingo, 7 de setembro de 2014

O que é a condromalácia patelar?





Aquela dor interna constante no joelho que torna o simples fato de ficar em pé ou com joelho flexionado por algum tempo, uma dor pior ainda. Mas o que é a condromalacia patelar? Será que posso continuar a treinar?


Sabe aquela dorzinha interna ou incômodo no joelho acompanhados ou não de trepidações e estalos que aparecem quando você corre, sobe escada ou faz agachamentos? Se você sente algum desses sintomas, é bom ir ao médico: você pode estar com síndrome patelo-femoral ou condromalacia patelar.


Essa síndrome nada mais é do que o amolecimento da cartilagem que fica entre o fêmur e a patela, devido a um desvio patelar, a um desequilíbrio muscular, algum movimento excessivo ou trauma(s).

O osso patelar desalinha e começa a fazer um novo “trajeto” o que provoca o amolecimento da cartilagem.

A cartilagem nessa região tem como função de não permitir atrito entre os ossos. Porém, como a cartilagem tem poucos vasos (o que dificulta sua regeneração) e não é inervada, você não sentirá dor quando começar seu desgaste. Você só irá perceber que algo está errado quando a cartilagem amolecer (primeira fase da síndrome) e com um possível aparecimento de edema.


Condromalacia patelar e as mulheres

Essa síndrome é mais comum em mulheres, por fatores fisiológicos e culturais. Alguns estudos mostram que as mulheres tem um certo atraso quando comparado aos homens para o recrutamento de grupos musculares. Isso quer dizer que se ambos saltarem, o impacto sofrido nas articulações femininas (principalmente nos joelhos) no momento da aterrissagem, será maior, provocando muitas vezes movimentos não corretos como a rotação dos joelhos para dentro.


Mulheres com quadril mais largo maior risco de ter essa lesão.

O tendão do quadríceps da coxa junto com o ligamento patelar formam um ângulo, denominado Angulo Q, esse ângulo fica em torno de 12º para os homens e 15º para as mulheres.

Ângulos maiores que 20º tem forte tendências a síndrome patelar.

Como vocês viram, o ângulo Q das mulheres é maior, isso por que seu quadril é mais largo do que o dos homens, o que as coloca, mais uma vez, com mais chances de sofrer de condromalacia.

O salto alto se torna um grande vilão, especialmente quando tem mais de três centímetros já que empurra a gravidade do corpo para frente. Esta inclinação obriga o peso do corpo a ficar concentrado nos joelhos. Ok, ok mulherada, vocês não vão descer do salto alto. Apenas evitem ficar em pé com eles por muito tempo e caso haja necessidade de ficar em pé por seguidas horas, usem um calçado com menos de 3 cm de salto.

Outras razões para desenvolver a síndrome são os hábitos de sentar em cima da(s) perna(s) com o(s) joelho(s) hiperflexionado(s) (costume mais comum entre mulheres) e até o tipo de pisada: pisadas pronadas também são suscetíveis a esse tipo de lesão.
Prevenção e o tratamento

Para prevenir e ajudar no tratamento para condromalacia patelar é preciso:

- Treinar técnicas de movimentos: principalmente se seu esporte contiver corridas e saltos, aprimorar as técnicas de ambos os movimentos é fundamental para um joelho saudável;

- Alongar: alongamentos evitam encurtamentos musculares e melhoram o equilíbrio muscular;

- Fazer exercícios para o fortalecimento: se você é daqueles que fogem do treino de pernas mas adora jogar futebol de fim de semana, saiba que você está no grupo de risco. Fortalecer a musculatura das pernas, diminuí a pressão do joelho e aumenta a resposta muscular;

- Praticar exercícios funcionais: são ótimos para promover o equilíbrio muscular, criar melhor percepção do movimento e fortalecer as articulações.

Para iniciar o tratamento, primeiro consulte seu médico. Ele diagnosticará o nível da síndrome e lhe orientará. Treinar é importante e deve fazer parte do seu tratamento. Algumas dicas para lhe ajudar na recuperação:

- Evite movimentos cíclicos e de impacto sobre os joelhos (corridas, aulas de jump, bike indoor) muitas vezes proibidos pelo médico no começo do tratamento. O ideal e mais indicado são atividades aquáticas;

- Perda de peso é indicada para quem estiver acima do peso, para evitar sobrecarga no joelho;

- Trabalho de força e hipertrofia de quadríceps: ideais são os exercícios isométricos (sem movimento articular), ou com baixo movimento articular, porém deve-se saber em que grau encontra-se a lesão;

- Exercícios como o agachamento, devem ser feitos devagar e com total controle e atenção ao movimento;

- Pilates e exercícios proprioceptivos são indicados, mas lembre-se de informar o professor do seu problema.

Fica claro que o tratamento para condromalacia é o treino. Se o grau da lesão evoluir, o tratamento passar a ser cirúrgico e a dor de cabeça só aumenta.

Resumindo;


É uma patologia cronica degenrativa da cartilagem da articulação da superfície posterior da patela e dos côndilos femorais, gerando desconforto e dor em torno ou atrás da patela. Essa condição também é conhecida como síndrome da dor patelo-fermural ou joelho de corredor.

O termo condromalácia patelar descreve um joelho estruturalmente lesado, enquanto que síndrome da dor patelo-femural diz respeito aos estágios iniciais da patologia, período no qual o quadro ainda pode ser revertido. Entretanto as alterações resultantes de reações inflamatórias internas da cartilagem geram uma destruição estrutural de tratamento mais complicado.
A exata causa da condromalácia patelar ainda não foi elucidada, mas existem hipóteses de que sua etiologia esteja relacionada com fatores anatômicos, histológicos e fisiológicos, que levam ao enfraquecimento e amolecimento da cartilagem. O fator mais comum é o traumatismo, tanto crônico (por fricção crônica entre a patela e o sulco patelar do fêmur), ou por um trauma único, como uma pancada, e também, pode ser resultante de uma lesão aguda da cartilagem femoropatelar, causando uma nutrição inadequada da estrutura em questão devido a fissuras produzidas.

Esta patologia é classificada em quatro níveis.

Grau I: amolecimento da cartilagem e edemas.
Grau II: fragmentação da cartilagem ou rachaduras com diâmetro inferior a 1,3 cm de diâmetro.
Grau III: fragmentação ou rachaduras com diâmetro superior a 1,3 cm de diâmetro.
Grau IIII: erosão ou perda total da cartilagem da articulação em questão, com exposição do osso subcondral.

Através da ressonância magnética solicitada por seu ortopedista,pode-se obter com maior precisão o diagnóstico
Procure um médico ortopedista para maiores informações.
Para dicas de treino específico,depois de permitidos e ou liberados por seu ortopedista procure um profissional de educação física.



    Fortaleza-Ce






Fonte:http://horadotreino.com.br/
http://www.cuidemais.com.br/
[ Leia Mais... ]
sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Quais são os benefícios do Treinamento Funcional?


O Treinamento Funcional é um tipo de treinamento na qual o indivíduo consegue, em um programa de treino, desenvolver e aprimorar todas as suas capacidades físicas (força, resistência, velocidade, agilidade, potência, equilíbrio, mobilidade e flexibilidade).
O Treinamento Funcional acaba com a monotonia dos treinos e trabalha o corpo de maneira completa.

Esse tipo de treino pode e deve ser aplicado a qualquer indivíduo, da dona de casa ao atleta de alto nível – da criança ao idoso, cada um terá um objetivo específico a ser alcançado.

O nome já diz tudo:Treinamento Funcional é como são chamados os exercícios que treinam o corpo para as funções que ele foi originalmente destinado a realizar como andar, correr e outras tarefas do dia a dia.

Em alguns movimentos o esforço fica por conta do peso do próprio corpo - que serve de resistência aos exercícios -, em outros, acessórios como a bola suíça, as faixas elásticas e o TRX podem assumir o mesmo papel.



O treinamento funcional agrega o trabalho de diferentes habilidades em um único exercício.

Por exemplo: é possível trabalhar a força, o equilíbrio e a flexibilidade de uma vez só.

Para iniciar não é necessário já ser adepto de atividades físicas, qualquer um pode praticar- desde que tenha aval médico. Empolgado para começar? Então confira todos os benefícios que o treinamento funcional pode proporcionar ao seu corpo e mãos à obra.(Procure sempre um profissional de educação física para lhe auxiliar)



(Nas fotos acima a atriz Carolina Dieckmann praticando TF)



Músculos fortes de uma vez só

Dentre os diversos benefícios do treinamento funcional, o fortalecimento muscular é o que está conquistando cada vez mais adeptos. O exercício deixa o corpo definido e tonificado por completo , sem, necessariamente, depender de exercícios específicos para o bumbum ou a barriga.





 "Em comparação com a musculação, o treinamento funcional ativa mais fibras musculares, as fibras estabilizadoras".

 "O resultado é que seu corpo estará preparado para qualquer movimento diferente dos guiados pela máquina".

Os resultados em termos de fortalecimento muscular podem ser iguais aos da musculação, depende das estratégias de exercícios a serem usadas, dos métodos e forma de aplicação.




 "O treinamento funcional é montado, respeitando os objetivos de cada praticante". 

Se o aluno deseja trabalhar, principalmente os músculos do bumbum e da perna, por exemplo, o treino será focado nesses grupos musculares, mas mesmo assim outros músculos serão exigidos com os exercícios aplicados, por consequência, o corpo como um todo será beneficiado. 







Já na musculação os grupos musculares são trabalhados isoladamente.

O Treinamento Funcional utiliza materiais e técnicas que estimulam não só o fortalecimento de músculos, mas principalmente a funcionalidade dos movimentos. Isso significa que o aumento da força deve vir acompanhado de refinamento neural — a força tem de ser realizada de forma coordenada, com equilíbrio e velocidade, tudo isso da forma mais parecida possível com os movimentos exigidos pela modalidade esportiva praticada.



Por exemplo, um jogador de futebol pode ganhar muita força nas pernas realizando o agachamento no aparelho, mas precisa desenvolver explosão e equilíbrio para melhorar a potência e precisão de seu chute. 

Um outro exemplo em que o TF ajuda muito é na prevenção de quedas por parte dos idosos. Ele oferece, em comparação com os aparelhos de academias, um grande estímulo para aprimorar a coordenação, equilíbrio e agilidade nas pessoas de idade avançada.

O TF, além da possibilidade de trazer ganhos mais específicos, oferece uma variação grande de exercícios, tornando o treinamento de força bastante estimulante.

Aliás, esse tipo de treinamento é uma ferramenta bastante universal, pois auxilia tanto pessoas que se lesionaram e passam por processo de reabilitação, quanto atletas das mais variadas modalidades e idosos. 

Por outro lado, o TF exige a supervisão constante de um profissional e, em alguns casos, o uso de alguns materiais específicos.

Este tipo de exercício,o TF , tem como foco nos preparar para as atividades cotidianas.
O que exatamente é treinamento funcional?
Como aplicá-lo? 
Para que serve?
Ele substitui ou complementa a musculação?



Essas são dúvidas constantes para a maioria das pessoas que treinam — e também para boa parcela dos profissionais do fitness. Bem, vamos lá. O treinamento funcional é uma modalidade similar à musculação, que pode utilizar os aparelhos tradicionais de peso ou não. Existem alguns equipamentos específicos, também, para o treinamento funcional. Como bolas, elásticos, escadas, kettlebells e outros.

Mas para que serve? O treinamento funcional, por definição, é um treinamento que vai lhe deixar pronto para as necessidades da vida diária. Então, se você for um atleta, irá prepará-lo para o seu esporte; se costuma cuidar da casa, irá ajudá-lo na execução das tarefas domésticas e lhe deixar fisicamente bem, além de, claro, auxiliá-lo a alcançar o objetivo que deseja, seja hipertrofia, força, definição, emagrecimento ou qualquer outro aspecto. Resumindo, o treinamento funcional é uma ferramenta para alcançar seu objetivo.




“Agora, por que o treinamento funcional é melhor ou pior que a musculação?”
Você pode perguntar. 
A grande diferença é que o treinamento funcional engloba uma série de aspectos que visam desde a saúde da sua articulação, até a velocidade dos resultados.


Os exercícios funcionais trabalham, em sua maioria, movimentos que englobam todo o corpo (onde ocorre uma ativação de diversas musculaturas da forma mais natural possível) e que se aproximam ao máximo dos executados no dia a dia.



Vamos figurar: um lutador de sumô empurra o seu oponente estando em pé. Portanto, em vez de treinar essas musculaturas deitado em um banco de supino, o treinamento funcional colocaria ele para trabalhar na mesma posição (em pé) usando, por exemplo, um par de elásticos.



Por conta da grande variedade de exercícios que o treinamento funcional trabalha, é possível elaborar diversos tipos diferentes de treinos, fugindo um pouco da monotonia de executar sempre exercícios em máquinas e trabalhando as mesmas musculaturas de diversos ângulos. Assim, muitas vezes o treino funcional acaba sendo mais efetivo e mais interessante.



Preparamos uma lista de motivos interessantes para você sair da rotina e ficar em forma com o TF. Aqui estão eles:
1-O treinamento funcional ativa mais fibras musculares e tonifica as curvas por completo, sem dependência de exercícios específicos para o bumbum ou a barriga, por exemplo.

2-O treino funcional pode ser feito de acordo com os objetivos de cada aluno. Quer trabalhar mais glúteos e pernas? Existem estratégias para chegar a esse resultado, mas sem esquecer outros grupos musculares.

3-Melhora a postura e a consciência sobre o próprio corpo. O treinamento funcional fortalece os músculos que ajudam a manter a coluna reta, proporcionando mais conforto ao andar ou ficar horas sentado.

4-O treino funcional reduz as dores nas costas fortalecendo a chamada “região do core”, que compreende músculos das regiões lombar, pélvica e do quadril.

5-Xô, monotonia! A combinação de diferentes habilidades, como o treino aeróbico com o de equilíbrio, faz surgir infinitas variações de atividades no treinamento funcional.

6-Auxilia no funcionamento do sistema cardiorrespiratório, já que o treino funcional exige velocidade na realização das tarefas e permanência nelas por mais tempo.

7-Emagrece e define músculos. No treinamento funcional, há maior complexidade do movimento e, portanto, mais gasto de energia.

8-O treinamento funcional é uma forma interativa de desenvolver a percepção dos movimentos.

9-No processo de reabilitação, o treino funcional colabora na recuperação de estruturas afetadas por lesão trazendo fortalecimento e prevenindo.


LIGUE-NOS!
(85)87157060
Entre em contato para verificar dias de treinamentos na praia e os valores !
Personal trainner Em Fortaleza-Ce.




Fontes :http://www.minhavida.com.br/;http://veja.abril.com.br/;http://www.elhombre.com.br/
[ Leia Mais... ]

Compartilhe!

Para curtir!

Leia!!

Postagens Mais Lidas no BLOG

Marcadores

A Caminhada (1) A história da Maratona (1) A importância da Avaliação Física (1) A Maratona de São Silvestre (1) Academia x Personal (2) Adoçante vilão ou mocinho (1) Adoçantes (1) Alimentação e Água nos exercícios físicos (1) Alimentação nos Exercícios Prolongados (1) Alimentação nos treinos (1) Alimentação para atletas (1) Andar e ou Pedalar e benefícios (1) Aprenda a praticar CORRIDA com mais segurança e benefícios (1) Arbitragem em Atletismo (1) Atividade física para IDOSOS (1) Atividades Aeróbicas (1) Atividades Físicas (1) Avaliação Física (1) Avaliação Física em Domicílio (1) Avaliações Físicas (1) Bacia-Pélvis-Lombar (1) Badminton (1) Benefícios da massagem para IDOSOS (1) Benefícios do JUMP (1) Benefícios do Treinamento Funcional (1) Benefícios dos Exercícios Físicos (1) Bola Suíça (1) Calcule seu IMC agora (1) Caravana Petrobrás esporte e cidadania em Fortaleza (1) Ciclismo (1) Cistos de Baker (1) Como escolher o Personal Trainer?Personal Trainer (1) como passar em testes físicos para concursos (1) Como praticar a Caminhada (1) Como praticar Slick Line (1) Como surgiu o ciclismow (1) Concursos públicos (1) Condicionamento Físico (1) Congresso em Fortaleza-Ce (1) CONGRESSO OLIMPÍADA E CIDADANIA (2) Copa do mundo Fifa 2014 (1) Copa do mundo no Brasil (1) Core (1) Core Training o que é (1) Correr descalço ou calçado? (1) Correr na esteira ou ao ar LIVRE (1) Correr no calor (1) Corrida Consciente (1) Corrida e seus OBJETIVOS (1) Curso Olimpíada e Cidadania (1) De que são feitos os adoçantes (1) Dicas para Emagrecimento (1) Diferença entre Atividade e Exercício físico (1) Dor muscular (1) Dor muscular depois do exercício (1) Dry Fit (1) Esporte é inclusão social (1) esportes na 3ª Idade (1) Exercícios (1) Exercícios com HALTERES (1) Exercícios com halteres livres (1) Exercícios Físicos Conceito (1) Exercícios físicos livres (1) Fadiga muscular (1) Fifa (1) Fifa Fan Fest 2014 Fortaleza (1) Fit Ball (1) Fitas de Suspensão (1) Fitness Aquático (1) Fortalecimento dos Músculos (1) Functional Training (1) físicos com bola suiça (1) Garrafa de água nos treinos (1) Ginástica Laboral (2) Ginástica Laboral nas Empresas (1) Hidroginástica para idosos (1) Hidroginástica para todos.O que é Hidroginástica (1) Importância do Personal Trainer (2) INCLUSÃO SOCIAL (1) Intensidade de Corrida (1) Jogos Olímpicos (1) JUMP (1) Kettlebell (1) Kranking (1) Lesão Meniscal (1) Licenciado ou Bacharelado?Sem restrições para atuar em E.F (1) Longevidade e Esportes (1) Massagem para IDOSOS (1) Massagem para pessoas da 3ª Idade (1) Massagem Relaxante Academia Pa Kua (1) Massagens com PEDRAS quentes (1) Medidinha Certa em Fortaleza (1) Meus Contatos (1) Mitos e verdades do Adoçante (1) O que é a condromalacia patelar? (1) O que é Badminton? (1) O que é coordenação motora? (1) O que é Fitness Aquático? (1) O que é FITNESS? (1) O que é Frisbee? (1) o que é Ginástica laboral?Surgimento da Ginástica Laboral (1) O que é MASSOTERAPIA (1) O que é Massoterapia?O que é massagem?Benefícios da massoterapia (1) O que é o Kettlebell (1) O que é reabilitação? (1) O que é RPG? (1) O que é Rugby? (1) O que é sedentarismo (1) O que é SGA? (1) O que é Slack Line (1) O que é Treinamento Funcional (1) O que é Treinamento Funcional? Treinamento Funcional (1) O que é Treino CORE (1) O que é Treino Funcional Metabólico (1) O que é uma Avaliação físicas (1) O que é uma MARATONA?Maratona (1) Ofereço treinamento para concurso contacte-me (1) Patologias do Joelho (1) Personal Trainer (1) Personal Trainer ou Academia? (1) Pliometria (1) Porque ter um Personal Trainner? (1) Preparação para testes físicos (1) Qual é a importância da atividade física na terceira idade?Atividade física na 3ª idade (1) Quem é o Personal Trainer? (2) Randy Hetrick (1) Razões para praticar atividade física (1) Regras para CORRIDA saudável (1) Rendimento Físico (1) Rotinas da avaliação física (1) Roupas Esportivas (1) RPG e SGA (1) Rugby (1) SAF (1) Saúde (1) Sedentário (1) Seleção Brasileira (1) SESC (1) SESC ATIVO (1) Sesc-Ceará (1) SESI (1) SESI e REDE GLOBO medidinha certa (1) SESI e REDE Globo no esporte e cidadania (1) SESI esportes (1) SESI lazer (1) SESI produtos e serviços (1) Sesi-Atleta do Futuro (1) Slack Line (1) Supino (1) Supino com Barra (1) Tecidos Inteligentes (1) Terceira Idade e Esportes (1) Testes físicos para Concursos (1) Tipos de Bicicletas (1) Treinamento Contínuo (1) Treinamento de Força (1) Treinamento de força e condicionamento (2) Treinamento de Velocidade (1) Treinamento em Suspensão (1) Treinamento FARTLEK (1) Treinamento intervalado (1) Treinamentos para concurso (1) TRX (1) Vamos pular corda? (1) Veja exercícios com alteres livres (1) Vídeos (2) Água nos treinos (1)

Marcadores

 
 

Meus leitores no MUNDO

Arquivos do Blog